Informa

Venda de ações

Visando capitalizar-se para a aquisição de novos equipamentos e ampliação do seu potencial produtivo, cuja previsão de demanda do mercado de embalagens abrange o período de 2015 a 2025, a BARRASA está colocando à venda 33,51% (trinta e três inteiros e cinquenta e um centésimos por cento) das ações que compõem o seu capital social. As características da venda são demonstradas a seguir.

Prezado(a) investidor(a)
Acolhendo deliberação da AGE, realizada em 16 de outubro de 2009, em conformidade com os atos registrados e arquivados na Junta Comercial do Estado da Bahia – JUCEB sob o nº 29300029092, em 29 de agosto de 2008, convalidada pela AGE de 15 de outubro de 2012, a Diretoria da BARRASA coloca em oferta, por subscrição particular, ações nominativas da companhia, com e sem direito a voto.
Visando a melhor vantagem global para os investimentos descritos a seguir, a presente oferta poderá ser traduzida por ganhos e lucros recíprocos: a) para a BARRASA, que se capitalizará para fazer frente aos objetivos descritos; e, b) para o investidor, que, além da valorização das ações, poderá lucrar com a distribuição dos dividendos de 25% (vinte e cinco por cento), por ação, pela via dos resultados alcançados pela empresa nos empreendimentos.
1. CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DA OFERTA
1.1 – As ações postas em oferta particular poderão ser adquiridas em qualquer quantidade, ON ou PN. No entanto, para otimizar o processo de transferência, compatibilizando suas numerações e quantidades, serão preferencialmente distribuídas em lotes de mil ações, com a seguinte composição e preço:
tabela

1.2 – As ações da BARRASA são escriturais, transferíveis por averbação, em conformidade com o disposto no art. 100, I e II, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 (LSA).
1.3 – A emissão complementar de Certificados se dará conforme autorização estipulada nos arts. 23, da LSA e 6º, do Estatuto Social.
2. CARACTERÍSTICAS DOS INVESTIMENTOS – Embalagens descartáveis
2.1 – As embalagens descartáveis de alumínio estão intimamente ligadas à indústria brasileira de alimentos, apresentando nos últimos anos expressivo crescimento. O setor de refeições prontas tem-se desenvolvido bastante e isso se deve, basicamente, à ação de empreendimentos como o que ora se apresenta, os quais respondem por boa parte da produção de embalagens colocada no mercado. Nesse cenário, as oportunidades de investimentos ligadas ao setor, mais especificamente as que exploram a fabricação das embalagens, beneficiam-se desse desenvolvimento, fornecendo produtos essenciais para essas atividades.
2.2 – A BARRASA projeta a fabricação das embalagens descartáveis matulex, estimando um volume de produção para 150 toneladas de alumínio por mês, no primeiro ano, abrindo, de imediato, cerca de 30 postos diretos de emprego. A produção terá em conta as necessidades do mercado (regiões norte e nordeste do País), hoje concentrado no consumo das embalagens mais tradicionais (as populares “quentinhas”).
2.2.1 – Lucratividade prevista: Estudos realizados com base em dólar (forte nas cotações do alumínio) resultaram em um markup do custo da ordem de 92,11% (noventa e dois inteiros e onze centésimos por cento) para o primeiro ano projetado.
2.2.2 – Rentabilidade prevista: [3] Pelos mesmos critérios, a rentabilidade do negócio supera a casa dos 150% (cento e cinquenta por cento) no primeiro ano projetado.
3. ESCLARECIMENTOS SUPLEMENTARES
3.1 – Sem prejuízo do concurso de representantes, as embalagens matulex são distribuídas também a consumidores finais, diretamente àquelas atividades que exploram as chamadas refeições rápidas: cozinhas industriais, restaurantes self-service, lanchonetes, etc.
3.2 – Internamente, o mecanismo de controle das sobras de produção, com a aplicação de diversos testes e ensaios de fábrica, é estratégico. O objetivo é o melhor aproveitamento do insumo básico, já que o índice de sobras nesse ramo gira em torno dos 20%. O alumínio é uma commodity, cuja cotação no mercado de sucatas limpas está por volta de US$ 1.50 o quilo (LME).
3.3 – Os investimentos poderão ser feitos por etapas, principalmente se o aporte de capital for resultante das subscrições de ações.
A Diretoria da BARRASA fornecerá informações detalhadas dos projetos, ou quaisquer outras relativas ao interesse do(a) investidor(a) acionista.
Luis Eduardo Magalhães, 2º semestre de 2016.

Para mais informações, digite: diretoria@barrasa.com.br
[1] Cada ação ON representa um voto nas deliberações da assembléia-geral (Art. 9º, parágrafo único, Estatuto Social).
[2] Cálculos realizados com dois dígitos significativos depois da vírgula.
[3] Conforme planilha do Plano de Negócio 8LD021103 (R10LD04).